130 pessoas compareceram no II Fraternidade Escocesa da Ordem da Cavalaria realizado em Duque de Caxias, no RJ
24 agosto, 2019

130 pessoas compareceram no II Fraternidade Escocesa da Ordem da Cavalaria realizado em Duque de Caxias, no RJ

BY / 3 semanas atrás

“A sensação foi indescritível e acredito que ultrapassamos nossa expectativa, quando planejado era receber cerca de 60 pessoas; com a benção do Grande Arquiteto do Universo, recebemos mais que o dobro de Irmãos Cavaleiros em nosso convento. Foi maravilhoso poder rever Irmãos e construir novas amizades, estreitando ainda mais esse laço de fraternidade que existe entre a gente, foi muito emocionante”.

Essas são as palavras do Irmão Nickolas Fernando, Ilustre Comendador Cavaleiro deste Convento e organizador desse evento, realizado nos dias 03 e 04 de agosto em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense do Rio, que teve como objetivo de estreitar ainda mais os laços de amizade entre a Ordem da Cavalaria; a Maçonaria, além de promover todos os graus do Ilustre Rito da Cavalaria Brasileira, (IRCB).

O Irmão Nickolas Fernando divulgou que cerca de 130 Irmãos Cavaleiros de todo o estado do Rio de Janeiro compareceram ao II Fraternidade Escocesa dos Nobres Cavaleiros da Ordem Sagrada dos Soldados Companheiros de Jacques de Molay, onde concedeu sete investidura na Cavalaria, 90 Cavaleiros receberam os graus Cavaleiro da Capela e Anon e 70 Irmãos receberam a concessão do grau Cavaleiro da Cadência.

O II Fraternidade Escocesa foi organizado pela Terceira Região Administrativa do Grande Capítulo do Estado do Rio de Janeiro, (GCE-RJ), em conjunto com o Convento Sir Robert Bruce da Escócia.

Estiveram presentes neste evento o Tio Antonio Pena, Ex- Grande Mestre Estadual do Grande Capítulo do Estado do Rio de Janeiro, (GCE-RJ), gestão 2017 e membro honorário do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil, (SCODB), do Coordenador do Programa de Avaliação e Certificação de Cavaleiros (PACC), Irmão Luigi Gomes, do Mestre Conselheiro Estadual do GCE-RJ, Irmão Lucas Lopes, além das demais autoridades maçônicas e paramaçônicas.

Por: Lucas de Azevedo – Jornalista

RESPONDER

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *