Capítulo Cavaleiros do Horizonte, no RJ, constrói tapete de sal da bandeira da Ordem DeMolay na véspera do feriado de Corpus Christi
26 junho, 2019

Capítulo Cavaleiros do Horizonte, no RJ, constrói tapete de sal da bandeira da Ordem DeMolay na véspera do feriado de Corpus Christi

BY / 3 semanas atrás

O Capítulo Cavaleiros do Horizonte de Saquarema nº 713, distante 120 km do Rio de Janeiro, juntamente com o Clube de Pais/Mães e do Conselho Consultivo, fizeram uma homenagem individual, na véspera do feriado de Corpus Christi, na quarta-feira, 19, construindo um tapete colorido, de sal da bandeira da Ordem DeMolay, por 2 metros de largura com 3 metros de comprimento para lembrar a importância dessa data religiosa no país.

O trabalho voluntário começou às 20h com término a meia noite; ficou exposto até às 22h deste feriado na avenida Nilo Peçanha, no centro, (principal de Araruama). Cerca de 20 pessoas colaboraram para este feito. Esta é a primeira ação filantrópica religiosa realizada pelo Capítulo Cavaleiros do Horizonte nº 713 que pretende dar continuidade no ano que vem.

“Foi uma experiência maravilhosa onde contamos com as presenças do Clube de Pais e Mães juntamente com os Tios do Conselho Consultivo, podendo assim, estreitar ainda mais os laços de fraternidade entre a gente também fora do nosso Templo. O resultado foi tão positivo, que a partir do ano que vem, estaremos novamente realizando essa filantropia religiosa dando sequência a esse legado que começou esse ano para a gente”, menciona o Mestre Conselheiro, Irmão Miguel Arthur Santana.

O feriado de Corpus Christi, é uma comemoração litúrgica católica que ocorre na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, que, por sua vez, acontece no domingo seguinte ao de Pentecostes. É uma “Festa de Guarda”, em que a participação da Santa Missa é obrigatória, na forma estabelecida pela conferência episcopal do país respectivo.

No Brasil é um feriado facultativo comemorado pela religião Católica. Em muitas cidades portuguesas e brasileiras, é costume ornamentar as ruas por onde passa a procissão com tapetes de colorido vivo e desenhos de inspiração religiosa.

Esta festividade de longa data se constitui uma tradição no Brasil, principalmente nas cidades históricas, que se revestem de práticas antigas e tradicionais; que são embelezadas com decorações de acordo com costumes locais.

Por: Lucas de Azevedo – Jornalista

Foto cedida para divulgação

RESPONDER

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *