Conheça um movimento de arte urbana influenciado por um DeMolay
19 junho, 2019

Conheça um movimento de arte urbana influenciado por um DeMolay

BY / 4 meses atrás

O que você acha de encontrar o melhor da cultura urbana ao som do tradicional hip-hop e do ritmo do funk na Zona Oeste do Rio de Janeiro? Isso já existe sim, através do movimento da OZ que tem como objetivo dar acesso mais fácil para o público dessa região.

A OZ nasceu na Zona Oeste, em 2016, através de uma iniciativa dos jovens profanos, CEOs: Gabriel Andrade, do artista Nobru Werneck; do fotógrafo e modelo, Irmão Jeferson Gomes, esse membro do Capítulo Frank Sherman Land nº 247 da Ordem DeMolay.

“A Ordem DeMolay moldou ainda mais o meu caráter e me trouxe referências de como ser um homem seguidor das sete virtudes que essa instituição juvenil ensina, onde também ganhei uma segunda família em todo o mundo”, menciona o Irmão Jeferson Gomes.

Esse movimento se apresentava, inicialmente, como apenas uma marca trazendo em seus vestuários as artes idealizadas pelo CEO e artista Nobru Werneck, que usava como referência a vivência da Zona Oeste para idealizar a logo.

Posteriormente, esse movimento que era apenas uma marca, tornou-se em 2017, não apenas uma logo, mas sim, um movimento que incentivava os atletas esportivos das modalidades do skateboard, Jiu-Jitsu e manifestava também como o evento chamado Baile da OZ.

O Baile da OZ foi criado em 2017 com o objetivo de trazer de fato a cultura urbana para essa região e consequentemente dar visibilidade para artistas extremamente talentosos da Zona Oeste do Rio de Janeiro, entre eles: fotógrafos, Djs, trancistas, cantores de hap, etc.

Atualmente a OZ está idealizando uma coleção de roupa chamada Dream and Nightmare, que trará em suas blusas a ideia de reflexão entre os sonhos e pesadelos e suas diferentes interpretações.

Por: Lucas de Azevedo – Jornalista

Foto cedida para divulgação

RESPONDER

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *