#DeMolayPelaVida – campanha do SCODB em prol da vida

Publicado em 02/10/2018 | Categorias: Comissões, Institucionais, SCODB | Publicado por: 90237

Setembro Amarelo passou, mas ainda precisamos falar sobre suicídio. A Ordem DeMolay trabalha impactando a sociedade e a vida pessoal de seus membros, e é importante reforçar esse círculo místico chamado Fraternidade!

Em parceria com a clínica de psicologia Multiclinn, abriremos forte diálogo em favor da vida! Por isso, solicitamos a todos que respondam ao questionário anônimo: https://scodb.com.br/questionariodmpelavida

O governo da Inglaterra criou recentemente a Secretaria da Solidão, um braço do governo responsável por dar apoio e assistência às pessoas que sofrem deste mal que afeta cerca de 14% da população daquele país. Somos um país ensolarado, o Brasil, de pessoas menos escolarizadas e com uma população mais simples, mas ainda assim cerca de 5,8% da população – cerca de 11,5 milhões de pessoas – também sofrem deste mal.

Além de ser uma doença sem causa definida, e de tratamento muito difícil, a depressão se apresenta diante de nós como um desafio no campo das relações humanas. Acima da tristeza e da falta de força de vontade, o indivíduo sente que não pertence ao meio que convive, transformando este turbilhão de sentimentos em uma bola de neve.

Encontramo-nos em um meio que, em sua essência, prega a fraternidade, o alívio e a verdade. Um local que exalta as qualidades humanas e gera justamente esta sensação de pertencimento. O local perfeito para quem precisa de ajuda. Deve ser nosso esforço maior, então, trabalhar as relações humanas e exaltar a amizade existente entre cada membro da nossa Ordem… E por favor, não nos esqueçamos daqueles que vêm depois de nós!

É o dever de cada DeMolay não apenas comparecer às reuniões, decorar suas falas, cumprir os prazos e trabalhar em prol do seu Capítulo e Convento, mas também fazer valer cada linha do juramento ao qual solenemente se comprometeu, para que cada dia mais sejamos não apenas Irmãos de Ordem, mas Irmãos para a vida, e amigos sinceros.

Se buscarmos o significado etimológico da palavra filantropia, assunto tão difundido como objetivo DeMolay e da Maçonaria, temos a junção de philos – amor – e anthropos – humanidade. Não nos enganemos, entretanto, com doações de eletrodomésticos, utensílios, roupas, brinquedos ou dinheiro. É deste distanciamento que o DeMolay deve fugir. O outro lado da moeda, que realmente mostra o valor de um DeMolay, é invisível, imaterial, muito mais caro e completamente gratuito: tempo.

Veja em seu Capítulo quais Irmãos completaram a maioridade e adentraram ao Conselho Consultivo, e tome neles exemplos a seguir. Veja aqueles Irmãos que visitam as mães de Irmãos em dificuldade, Irmãos hospitalizados ou que já se foram, e se inspire neles. Veja em toda a Maçonaria, aquele Tio que não apenas demonstra respeito a cada Irmão ou Tio presente com um aperto de mão e tapinha nas costas, mas que chega mais cedo para poder abraçar e beijar a face de cada um daqueles que se comprometeu a tratar como família, e observe que ele viverá para sempre.

Desta forma, teremos trabalhado a verdadeira fraternidade, criado uma juventude próspera, nos tornado verdadeiramente homens melhores e, de uma forma ou de outra, mudaremos o mundo. Cada DeMolay e Maçom é um médico da alma de um Irmão, de um Tio ou uma Prima, de uma mãe que chora e da humanidade por consequência. DeMolays e Maçons fraternos doam dinheiro, alimentos, brinquedos e tudo mais, mas acima de tudo, doam si próprios ao mundo, são instrumentos da mudança que desejam ver. Amam a humanidade.

Autor: Pedro Andruccioli, Sênior DeMolay e Maçom de Minas Gerais.