Irmão Yago Silva (RJ) passa em universidade lusitana pelo ENEM

Publicado em 15/08/2018 e alterado em 14/08/2018 | Categorias: Institucionais, SCODB | Publicado por: 90237

Quando se pensa sobre processos de admissão de faculdades no exterior, boa parte dos jovens brasileiros acaba imaginando um caminho é difícil, longo e burocrático. Mas a realidade é bem mais acessível do que se vêm à nossa mente. “Os procedimentos variam de acordo com a Universidade e o país para que se deseja aplicar”, explica o Irmão Yago Silva Nascimento, membro do Capítulo “Luz do Universo” n.º 404 da Ordem DeMolay para o Brasil, localizado na cidade de Santa Cruz, no Estado do Rio de Janeiro. Com apenas 20 anos, Yago foi aceito no Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB), localizado em Portugal.

O Irmão carioca pisará pela primeira vez em terras lusitanas em setembro, pouco antes do início das aulas do curso de Engenharia de Energias Renováveis, com duração de três anos. “A energia renovável é o futuro! Logo as empresas e o mundo estarão buscando serem mais sustentáveis. Reflito que daqui a alguns anos, todos terão que optar por energias renováveis, já que são mais viáveis”, afirma, quando questionado sobre as motivações de ter escolhido o curso.

Cursar a graduação em outro país será uma oportunidade única para conhecer outras culturas e estudar em outro local. E, no futuro, acredito que será um grande diferencial no mercado de trabalho”, menciona Yago, referente ao desejo de estudar em Portugal. O Irmão explica que sua escolha por Portugal foi baseada na familiaridade com a língua e também pelo processo seletivo adotado pela Universidade. “Eles utilizam a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) como parâmetro de aprovação, o que facilita para nós, brasileiros”, esclarece.

A receita para conseguir a aprovação, segundo o Irmão, é a mesma para as faculdades brasileiras: motivação e muito estudo. O processo de candidatura é muito simples, sendo necessário somente submeter a nota do ENEM à análise da instituição e aguardar a resposta, semelhante ao processo das Universidades Federais brasileiras. Quanto à documentação exigida, também não há segredo. Segundo o Irmão, a maior dificuldade é mesmo a financeira, porém, segundo ele, é possível manter-se conciliando os estudos com um emprego.

A Ordem DeMolay mudou a minha vida para melhor. Os conselhos que os Tios e Irmãos me deram serviram de base para eu trilhar a minha trajetória. Antes de entrar para Ordem DeMolay eu era um menino desinteressado, tinha bom desemprenho no colégio, mas também não gostava muito de estudar. Dentro do Capítulo, aprendi a ser mais responsável para com as minhas coisas e ter um foco no meu futuro”, relata o Irmão.

Para o futuro, Irmão Yago Silva conta que planeja abrir uma empresa de energia solar voltada à residências, campo ainda pouco explorado no Brasil, segundo ele, por falta de interesse empresarial e de profissionais qualificados para o serviço.

O Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil parabeniza o Irmão Yago pela conquista!  Que o seu exemplo sirva de inspiração a toda a Nação DeMolay Brasileira, a fim de que mais jovens possam se espelhar e batalhar para alcançar seus sonhos mais altos, fundados em sólida base de responsabilidade e dedicação que aprendidos pelos DeMolays em Capítulos.