SCODB cria a Comissão Nacional de Governança

Publicado em 07/02/2018 e alterado em 04/03/2018 | Categorias: Comissões, SCODB | Publicado por: 90237

A Comissão Nacional de Governança, criada por meio do Decreto n.º 003 / 2018, tem como função principal “estabelecer políticas administrativas para a Gestão do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil, criando uma forma de atuar junto aos Capítulos e aos Grandes Capítulos,  por meio de projetos expostos e aplicados pelas demais Comissões Nacionais“, explica o Irmão e Tio Leonardo Farias Santos, CID 22.757, membro do Capítulo “Raulino Antunes Stefanes” n.º 291 da Ordem DeMolay, de Campos Novos / SC, que é o responsável por presidir a Comissão.

O trabalho da Governança será, portanto, de trazer segurança administrativa a todos os membros, órgãos e entidades, associados e colaboradores do SCODB.  Analisando os projetos em execução, e à luz do pensamento estratégico de médio e longo prazo, essa Comissão Nacional poderá estabelecer um padrão de atuação e políticas administrativas, construindo uma governança coesa e voltada ao futuro.

O estabelecimento desses critérios de atuação e de procedimentos básicos de cada Comissão Nacional será o grande legado da Governança, assegurando que todas as Gestões vindouras terão um padrão de planejamento a ser seguido, já prevendo projetos que poderão ser melhorados e potencializados, em vista de solidificar a atuação do Supremo Conselho e dar continuidade às ações fundamentais na construção de uma Ordem DeMolay brasileira com crescimento constante em qualidade.

O trabalho dos membros da Comissão será voltado à avaliação dos projetos aplicados, analisando quais podem se tornar permanente, a adesão e participação dos Capítulos, aprimoramento do diálogo entre as Comissões Nacionais para a criação de projetos amplos e entre outros. Junto ao Grande Mestre Nacional e seu Adjunto, atuar para auxiliar nas ações administrativas e políticas inerentes aos seus cargos“, explica o Irmão e Tio Leonardo, Presidente da Comissão.  “Como essa Comissão atuará internamente em âmbito de Supremo Conselho, os benefícios e retorno dos trabalhos junto aos Capítulos será a formalização dos projetos permanentes nas Gestões do SCODB“, encerra.