O dono da CID 110.000

Publicado em 07/09/2017 e alterado em 13/09/2017 | Categorias: Institucionais, SCODB | Publicado por: 44297
Lucas Mattar Nunes Medeiros

Estudioso, 13 anos, amigo, ansioso, tímido, preocupado, três-lagoense, membro do Capítulo Três Lagoas, n° 460 de Mato Grosso do Sul . Enzo Zanoni Storti é o dono da CID 110.000, disse que não imaginava que a partir de agora teria esse número de irmãos. “Eu estou muito preocupado com a prova pra receber o grau DeMolay, estou estudando muito pra isso e eu vou conseguir, tomara que seja fácil. Eu conheci a Ordem através de um amigo e quero fazer novos e muitos amigos”, disse Storti. Pode parecer simples para muitos, mas chega a dar aquele friozinho na barriga, ao lembrar do início de tudo – a iniciação, o medo, os tios, as tias, as primas, as descobertas, as amizades, as filantropias. Storti é o exemplo do princípio, a elevação é algo que todos nós já buscamos e ele não faz ideia da importância que tem na história da Ordem DeMolay brasileira.

A CID é o documento oficial comprobatório da regularidade anual de um membro do SCODB – DeMolay ou Maçom. A mesma é lançada anualmente e possibilita aos portadores gozar de todas as atividades e benefícios da Ordem DeMolay oferecidas pelo Supremo Conselho – desde os trabalhos capitulares até o Programa de Aprofundamento de Estudos (PAE) e o DeMolay Service (serviço de convênios comerciais).

“É um sentimento de satisfação perceber que nestes 37 anos de trabalho do SCODB, nossa ordem não para de crescer e inicia jovens de todo o Brasil. Hoje, tendo a oportunidade de ocupar um cargo que um dia foi de Alberto Mansur, é uma chance para que possamos levar o nome do Supremo Conselho para os quatro cantos do país, para que os jovens conheçam nossas 7 virtudes”, afirmou Álvaro Azevedo, Grande Mestre Nacional.

Marcelo Serqueira, funcionário do SCODB, disse que pra quem datilografou a própria CID, ver a evolução do Supremo Conselho é um orgulho imensurável, que prova que seu trabalho continua firme em favor da juventude. Em 2015 as CIDs chegaram ao número 100.000, e após dois anos e meio, já são 10.000 novos membros.