SCODB é eleito como titular no Conselho Nacional da Juventude

Publicado em 04/07/2017 | Categorias: Comissões, GNLJ, Institucionais, SCODB | Publicado por: 44297

Conquista de uma cadeira do órgão colegiado do Governo Federal que trata das políticas públicas para a Juventude confirma importância da instituição, afirma Grande Mestre.

O Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil passa a integrar a partir desta terça-feira (04/07) uma cadeira titular no Conselho Nacional da Juventude (Conjuve). O Mestre Conselheiro Nacional Leonardo Rovilson e o presidente da Comissão Nacional de Comunicação Israel Costa representaram o Supremo Conselho na sessão de eleição, onde o SCODB foi eleito para esse importante órgão nacional.

Criado em 2005 pela Lei 11.129, o Conselho tem, entre suas atribuições, a de formular e propor diretrizes voltadas para as políticas públicas de juventude, desenvolver estudos e pesquisas sobre a realidade socioeconômica dos jovens e promover o intercâmbio entre as organizações juvenis nacionais e internacionais.

Para o Grande Mestre Nacional Álvaro Azevedo, a eleição confirma a posição de destaque do SCODB no rol de entidades que atuam no desenvolvimento da juventude. “Essa é uma grande conquista, coordenada pelo nosso Mestre Conselheiro Nacional, exclusiva do nosso Supremo Conselho, que confirma não apenas a sua importância e atuação como também a sua legitimidade diante do poder público brasileiro”, afirmou. “Vamos fazer com que nossa atuação no Conselho, através do Mestre Conselheiro Nacional, reproduza os anseios dos nossos membros por políticas públicas de juventude mais eficazes.”

Lucas Macedo, Mestre Conselheiro Distrital; Dr. Assis Filho, Sec. Nacional de Juventude da Presidência da República; Leonardo Rovilson, Mestre Conselheiro Nacional e Israel Costa, Presidente da Comissão Nacional de Relações Institucionais.

Segundo o Mestre Conselheiro Nacional Leonardo Rovilson, a eleição foi resultado de uma série de ações. “Ao longo dos últimos meses, viemos coordenando esse trabalho, desde a inscrição e a documentação necessária até este momento de consagração do nosso esforço”, disse o irmão. “Agora, poderemos participar mais ativamente das decisões do Governo Federal para a área da juventude, fazendo valer nossa cidadania e a vela do patriotismo”. O irmão também destacou a importância do Ex Grande Mestre Nacional Sérgio Luiz Gonçalves, que o ajudou e aconselhou em todas as etapas.

O Conjuve é composto por 1/3 de representantes do poder público e 2/3 da sociedade civil, contando, ao todo, com 60 membros. A representação do poder público contempla, além da Secretaria Nacional de Juventude, todos os ministérios que possuem programas voltados para os jovens; a Frente Parlamentar de Políticas para a Juventude da Câmara dos Deputados; o Fórum Nacional de Gestores Estaduais de Juventude; além das associações de prefeitos.

Já a parcela da sociedade civil, que é maioria no Conjuve e onde o SCODB está inserido, reflete a diversidade dos atores sociais que contribuem para o enriquecimento desse diálogo. O conselho conta com representantes dos movimentos juvenis, organizações não governamentais, especialistas e personalidades com reconhecimento público pelo trabalho que executam nessa área. Os membros do Conselho são escolhidos para mandato de dois anos, mediante eleição direta, e os cargos de presidente e vice-presidente são alternados, a cada ano, entre governo e sociedade civil.