Digitalização do acervo documental do SCODB

Publicado em 26/06/2017 | Categorias: Institucionais, SCODB | Publicado por: 44297

O acervo documental que compõe a história da Ordem DeMolay brasileira está sendo organizado, computado e digitalizado, e em breve será disponibilizado para consultas online. A medida é uma iniciativa da diretoria do SCODB, para possibilitar pesquisas e aumentar a transparência.

Depois de mais de 30 anos de trabalho pelos nossos ideais, os arquivos do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil (SCODB) se tornaram uma verdadeira biblioteca de registros. Formulários e documentos de fundações, de iniciações, graus e muitos outros, inclusive datados de antes da implementação do SISDM, que informatizou a geração dos protocolos. Este modo de organizar os documentos cria alguns empecilhos para a consulta, como a necessidade de se deslocar até a sede física do SCODB no Rio de Janeiro para isso, por exemplo.

Refletindo sobre esta questão, a diretoria do Supremo resolveu contratar uma empresa para realizar a digitalização dos quase 200 mil documentos, que hoje ocupam uma sala inteira do escritório localizado na rua México, como nos conta o irmão Roberto Lopes, Grande Tesoureiro: “As caixas com os documentos estavam literalmente entupindo a sede, dificultando a consulta, e piorando a qualidade do ambiente de trabalho dos nossos colaboradores. É uma soma de questões práticas, administrativas, metodológicas e estéticas. Por isso, fechamos o contrato com a Iwori, empresa que avaliou a quantidade de documentos, e montou um cronograma para fazer a retirada e digitalização gradual”, explica.

A príncípio, o prazo para a digitalização é de dois meses, que se conclui em setembro deste ano. Após serem escaneados, os documentos serão guardados por outra empresa, a Memodoc, especializada em custódia de arquivos.