epoc

VII EPOC se confirma como o maior evento da Cavalaria do Norte/Nordeste e um dos maiores do Brasil

Publicado em 04/08/2015 | Categorias: Comissões, GCE, GNLJ, Institucionais, SCODB | Publicado por: 76780

epocNo dia 11 de Julho de 2015, na cidade de Araripina-Pernambuco, o Convento “Nobres Cavaleiros Guardiões do
Ouro Branco – n° 074
“, em parceria com o Grande Capítulo do Estado de Pernambuco e o Gabinete da Liderança Juvenil de Pernambuco, realizou o VII Encontro Pernambucano da Ordem da Cavalaria.

O evento trouxe consigo o tema “Vivendo as Sete Grandes Luzes”, na qual houve a concessão de Graus do IRCB, palestras abordando temas históricos e ritualísticos e o desafio de ritualística. O evento contou com a presença de comitivas do Estado da Bahia, Paraíba e
Piauí, além do Estado anfitrião, que compareceu em peso para prestigiar o maior evento da Cavalaria do Estado. Ao final dos trabalhos, deu-se início ao cerimonial da Távola Festiva, proporcionando uma grande confraternização entre todos os irmãos e, também, concessão de premiações e honrarias da Cavalaria. Durante a concessão de honrarias, O Convento Nobres Cavaleiros Guardiões do Ouro Branco, e também, o irmão Glendo Andrade Macedo, foram agraciados com a comenda Nobilitas, a maior honraria concedida pelo Estado. O irmão Daniel Barbosa e o Tio Ademir Ferreira de Sá Leitão Junior foram agraciados com o Grau Honorífico de Grã-Cruz da Cavalaria, dando destaque ao irmão Daniel que foi o primeiro Cavaleiro Ativo a receber Grã-Cruz da Cavalaria em todo Brasil. Logo após, o irmão Chris Christopher Torres Paixão e o Grande Mestre do Estado, irmão e Tio , foram agraciados com o Grau Honorífico de Comendador da Cavalaria.

O VII Encontro Pernambucano da Ordem da Cavalaria teve término com um grande banquete, aos padrões medievais, e com o cerimonial oficial de encerramento do evento, finalizando assim, um grande dia de conquistas e festividades que, com certeza, marcaram a memória de cada um que ajudou a construir esse belo evento, desde a organização, até participantes.

A CAVALARIA ESTÁ VIVA E BEM! É com essa frase que afirmo, escrevemos mais um capítulo para a grande história da Cavalaria brasileira.

Por Marcos Vinícius Batista Coelho